Tecnologia e medicina têm ido de mãos dadas por muitos anos. Avanços consistentes em produtos farmacêuticos e no campo médico salvaram milhões de vidas e melhoraram muitas outras. À medida que os anos passam e a tecnologia continua a melhorar, não há como dizer quais avanços virão a seguir. Aqui estão as 10 melhores tecnologias médicas em 2019:

10. Inaladores Inteligentes

inaladores

Os inaladores são a principal opção de tratamento para asma e, se tomados corretamente, serão eficazes para 90% dos pacientes. No entanto, na realidade, pesquisas mostram que apenas cerca de 50% dos pacientes têm sua condição sob controle e até 94% não usam inaladores corretamente.

Para ajudar os doentes com asma a gerir melhor a sua condição, foram desenvolvidos inaladores inteligentes habilitados para Bluetooth. Um pequeno dispositivo está ligado ao inalador que registra a data e a hora de cada dose e se foi administrado corretamente.

Esses dados são então enviados para os smartphones dos pacientes para que eles possam acompanhar e controlar sua condição. Ensaios clínicos mostraram que a utilização do dispositivo inalador inteligente utilizou menos medicamentos de alívio e teve dias mais livres de alívio.

9. Cirurgia Robótica

cirurgia robótica

A cirurgia robótica é usada em procedimentos minimamente invasivos e ajuda a ajudar na precisão, controle e flexibilidade. Durante a cirurgia robótica, os cirurgiões podem realizar procedimentos muito complexos que, de outra forma, são altamente difíceis ou impossíveis.

À medida que a tecnologia melhora, ela pode ser combinada com a realidade aumentada para permitir que os cirurgiões vejam informações adicionais importantes sobre o paciente em tempo real enquanto ainda operam.

Embora a invenção suscita preocupações de que acabará por substituir cirurgiões humanos, é provável que seja usada apenas para ajudar e melhorar o trabalho dos cirurgiões no futuro.

8. Sensores Cerebrais sem Fio

sensor cerebral

Graças aos plásticos, os avanços médicos permitiram que cientistas e médicos se juntassem e criassem eletrônicos bio-absorvíveis que podem ser colocados no cérebro e dissolvidos quando não são mais necessários, de acordo com PlasticsToday.com.

Este dispositivo médico ajudará os médicos a medir a temperatura e a pressão dentro do cérebro. Como os sensores são capazes de se dissolver, eles reduzem a necessidade de cirurgias adicionais.

7. Impressão 3D

impressora 3d

Se você ainda não ouviu falar, as impressoras 3D tornaram-se rapidamente uma das tecnologias mais quentes do mercado. Estas impressoras podem ser usadas para criar implantes e até mesmo articulações para serem usadas durante a cirurgia.

Próteses impressas em 3D são cada vez mais populares, pois são inteiramente sob medida, as funcionalidades digitais que lhes permitem combinar as medições de um indivíduo até o milímetro. O permite níveis sem precedentes de conforto e mobilidade.

O uso de impressoras pode criar itens duradouros e solúveis. Por exemplo, a impressão 3D pode ser usada para “imprimir” comprimidos que contêm múltiplos medicamentos, o que ajudará os pacientes com a organização, o tempo e o monitoramento de múltiplos medicamentos. Este é um verdadeiro exemplo de tecnologia e medicina trabalhando em conjunto.

6. Órgãos Artificiais

orgão artificial

Para levar a impressão 3D a um outro entalhe, a bio-impressão também é uma tecnologia médica emergente. Embora tenha sido inicialmente inovador para ser capaz de regenerar células da pele para correntes de pele para vítimas de queimaduras, isso lentamente deu lugar a possibilidades ainda mais emocionantes.

Cientista conseguiu criar vasos sanguíneos, ovários sintéticos e até mesmo um pâncreas. Estes órgãos artificiais crescem dentro do corpo do paciente para substituir um defeituoso original. A capacidade de fornecer órgãos artificiais que não são rejeitados pelo sistema imunológico do corpo pode ser revolucionária, salvando milhões de pacientes que dependem de transplantes que salvam vidas todos os anos.

5. Vestíveis de Saúde

A demanda por dispositivos vestíveis cresceu desde a sua introdução nos últimos anos, desde o lançamento do bluetooth em 2000. As pessoas hoje usam seu telefone para rastrear tudo, desde seus passos, aptidão física e batimentos cardíacos, até seus padrões de sono.

O avanço dessas tecnologias vestíveis está em conjunto com o aumento de doenças crônicas como diabetes e doenças cardiovasculares, e tem como objetivo combatê-los ajudando os pacientes a monitorar e melhorar sua aptidão.

No final de 2018, a Apple fez manchetes com seu inovador Apple Watch Series 4, que tem um ECG integrado para monitorar os ritmos cardíacos do usuário.

Poucos dias após seu lançamento, os clientes estavam delirando sobre a tecnologia que salva vidas, que é capaz de detectar doenças cardíacas potencialmente perigosas muito mais cedo do que o habitual. Prevê-se que o mercado de dispositivos vestíveis chegue a 67 bilhões de dólares até 2024.

4. Medicina de Precisão

À medida que a tecnologia médica avança, ela está se tornando cada vez mais personalizada para pacientes individuais. A medicina de precisão, por exemplo, permite aos médicos selecionar medicamentos e terapias para tratar doenças, como o câncer, com base na composição genética de um indivíduo.

Este medicamento personalizado é muito mais eficaz do que outros tipos de tratamento, uma vez que ataca tumores baseados nos genes e proteínas específicos do paciente, causando mutações genéticas e tornando-o mais facilmente destruído pelos medicamentos para o cancro.

O medicamento de precisão também pode ser usado para tratar a artrite reumatóide. Ele usa um mecanismo semelhante de atacar os genes vulneráveis da doença para enfraquecê-la e reduzir os sintomas e danos nas articulações.

3. Realidade virtual

realidade virtual

A realidade virtual já existe há algum tempo. No entanto, recentemente, com os avanços médicos e tecnológicos, os estudantes de medicina conseguiram aproximar-se da experiência da vida real usando tecnologia.

Ferramentas sofisticadas ajudam a adquirir a experiência de que precisam, ensaiando procedimentos e fornecendo uma compreensão visual de como a anatomia humana está conectada. Os dispositivos VR também servirão como uma grande ajuda para os pacientes, ajudando no diagnóstico, planos de tratamento e para ajudar a prepará-los para os procedimentos que estão enfrentando.

Também provou ser muito útil na reabilitação e recuperação do paciente.

2. Telessaúde

tele medicina

Em um mundo tecnologicamente orientado, acredita-se que 60% dos clientes preferem serviços liderados digitalmente. A Telessaúde descreve uma tecnologia em rápido desenvolvimento que permite que os pacientes recebam atendimento médico através de seus dispositivos digitais, em vez de aguardar consultas presenciais com seu médico.

Por exemplo, estão a ser desenvolvidas aplicações móveis altamente personalizadas que permitem aos doentes falar virtualmente com médicos e outros profissionais médicos para receber diagnóstico instantâneo e aconselhamento médico.

Com serviços com excesso de assinaturas, a telessaúde oferece aos pacientes diferentes pontos de acesso aos cuidados de saúde quando e onde eles precisam. É particularmente útil para pacientes que gerenciam condições crônicas, uma vez que lhes proporciona cuidados consistentes, convenientes e econômicos. O mercado global de telemedicina deverá valer $113,1 bilhões até 2025.

1. CRISPR

crispr

Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats (CRISPR) é a tecnologia de edição de genes mais avançada até agora. Funciona aproveitando os mecanismos naturais dos sistemas imunitários das células de bactérias de vírus invasores, que é então capaz de “cortar” fios de DNA infectados.

Este corte de DNA é o que tem o poder de transformar potencialmente a forma como tratamos doenças. Ao modificar genes, algumas das maiores ameaças à nossa saúde, como câncer e HIV, poderiam ser superadas em questão de anos.

No entanto, como acontece com todas as ferramentas poderosas, existem várias controvérsias em torno de seu uso generalizado, principalmente sobre o direito da humanidade de “brincar de Deus” e preocupações sobre a edição de genes sendo usada para produzir hordas de bebês estilistas. CRISPR ainda é uma ferramenta de primeira geração e suas capacidades completas ainda não são compreendidas.

Com o passar dos anos, a tecnologia em produtos farmacêuticos e medicina continuará a melhorar. As pessoas vivem mais tempo e menos doenças são consideradas incuráveis. Os empregos na indústria farmacêutica estão mais procurados do que nunca. Quem sabe o que o próximo ano trará avanços médicos!

Leave a Reply